Veloe Reposiciona Sua Marca Utilizando Arte Urbana

Obra de Tito Ferraz faz parte da campanha “Vida em Movimento”, criada pela Dionisio.Ag (Divulgação)

O mercado é grande – o segmento de transporte empresarial tem potencial para gerar R$ 370 bilhões em negócios no Brasil. É de olho nesses números que o diretor geral da Veloe, André Turquetto, pretende quadruplicar os resultados da marca no segmento de gestão de frota nos próximos anos (a empresa encerrou 2022 com crescimento de 56% em relação a 2021).

E uma das soluções encontradas foi alterar a marca Veloe Frota para Veloe Go.

O cenário é favorável, uma vez que o setor de transporte está no centro de importantes discussões sobre eficiência e gestão. O custo do seu principal insumo, o combustível, é uma variável que impacta de forma central a operação dos gestores de frota. Segundo Turquetto, apesar do mercado gigantesco, apenas cerca de 15% das empresas utilizam soluções de gestão de frotas. Além disso, a expansão do mercado de mobilidade no Brasil passa, desde janeiro deste ano, por mudanças importantes, como por exemplo a implementação do free flow, sistema de cobrança de pedágios sem praças físicas no qual o pagamento é proporcional à quilometragem percorrida.

Do ponto de vista de negócio, a Veloe Go passa a atender grandes e médios operadores de transporte, micro transportadores e até caminhoneiros autônomos, que já têm à disposição mais de 30 mil postos de combustíveis, gestão de abastecimento, de documentos e telemetria, entre outros serviços. “Com a Veloe Go, nos posicionamos como a melhor e mais completa solução de mobilidade do mercado, como um ecossistema financeiro e de gestão”, diz Turquetto.

A outra solução foi como anunciar isso para o mercado. E a escolha centrou-se em utilizar a arte urbana durante evento para clientes e stakeholders em geral.

Galeria de entrada no evento de lançamento da nova marca Velo Go (imagem de Larissa Mazza)

Para gerar conexão com as obras já produzidas pela cidade, a Dionisio Ag. foi contratada para instalar uma galeria de arte exibida logo na entrada, com obras de artistas que já pintaram empenas (grandes fachadas de prédios) para a campanha “Vida em Movimento”, que busca levar mais qualidade de vida por meio da arte para o dia a dia no trânsito, desenvolvida pela  própria Dionisio Ag.

Outra ação foi a entrega de uma print para cada participante, acompanhado de um certificado de autenticidade. Nesta obra, estava ilustrada uma das artes dessas empenas que é possível ser observada pelas ruas de São Paulo.

A arte de Renan Santos (Divulgação Dionisio.AG)

TINTA ITALIANA – Essas intervenções artísticas têm curadoria e produção da Dionisio.Ag, e a Veloe já havia demonstrado preocupação com a conscientização sobre a mobilidade urbana por meio da arte. Com crescentes iniciativas em direção às práticas ESG, as duas empresas se uniram novamente para divulgar e produzir mais intervenções artísticas. E em breve, mais uma empena será produzida com a inovadora tinta Airlite.

Desenvolvida por cientistas da universidade italiana de La Sapienza, a tinta é capaz de diminuir em até 51% a presença dos gases poluentes na atmosfera. Segundo a Dionisio Ag., estudos mostram que uma parede de 100 m² pintada com a tinta antipoluição possui o mesmo efeito de 100 m² de árvores plantadas.

A Airlite utiliza o mecanismo de semicondutor semelhante ao que é usado em painéis fotovoltaicos, gerando cargas elétricas na superfície da parede. Essas cargas se combinam com o vapor de água e o oxigênio do ar para gerar íons negativos que neutralizam os poluentes quando entram em contato com a superfície que foi pintada com a tinta. Em ambientes fechados, a tinta também pode “engolir” bactérias, vírus (incluindo Covid-19) e reduzir  fontes de mal cheiro em até 90%.

“Sabemos que a arte pode ser uma ferramenta poderosa para conscientizar as pessoas sobre a mobilidade urbana. Ela é capaz de transmitir mensagens e sensações de forma visual e emocionalmente impactante. E, se ainda pudermos uni-la a práticas sustentáveis, por que não?”, disse diz Victor Barros, sócio-fundador da Dionisio.Ag.

QUEM É – A Veloe nasceu em 2018 e está entre as líderes de mercado, oferecendo um leque de soluções que envolvem toda a jornada de consumo do veículo (estacionamento, abastecimento e pagamento de tributos, entre outros). Já a Veloe Go reforça o portfólio de ofertas da marca para pagamento de pedágio e serviços de manutenção, soluções de telemetria, roteirização e parcerias com estabelecimentos comerciais, entre outras ferramentas de gestão, otimização de custos e inteligência de dados.

A marca pertence à Alelo, empresa que oferece benefícios, gestão de despesas corporativas e incentivos, dentro dos segmentos de alimentação, cultura, transporte e saúde. Seus acionistas são Bradesco e Banco do Brasil – que formam o grupo EloPar – ambos com 45% das ações cada.

Alelo faz uso da lei Rouanet para patrocinar projetos culturais, especialmente musicais. Em 2022 aplicou R$ 2,5 milhões com esse mecanismo. Utiliza a marca Veloe em alguns eventos, mas essa não contribui no apoio com incentivo fiscal.

CRÉDITO – A imagem da home page é criação de Luiz Pardal

LEIA TAMBÉM

O Peso Que Mais Admiradas Dão no Apoio à Cultura

Stella Adota Causa de Financiar Mulheres na Gastronomia

Shopping cart close
Pular para o conteúdo