Proponente Conseguiu Captar Menos de 1 Real

Essa é a última matéria de uma série de seis, que procurou mostrar de que forma são utilizadas as verbas que patrocinam cultura por meio da lei Rouanet.

Seu objetivo é tornar mais evidente os benefícios que esse importante mecanismo federal de incentivo à cultura traz para a sociedade e eles estão bem longe de “beneficiar artistas” como a ignomínia política prega e que o desconhecimento público espalha.

Relevante também é o fato de que as informações sobre essas verbas, diferentemente das que estão sendo usadas para shows bancados por Prefeituras, estão acessíveis para qualquer um que se interesse em saber como foram utilizados, e quem viabilizou, os quase R$ 2 bilhões aplicados no setor em 2021 e em todos os anos anteriores.  

 Nossa análise separou por faixas de aplicação os investimentos feitos em 2021, além de distinguir captadores classificados como entidades sem fins lucrativos de produtores que realizam projetos, em sua maioria, que beneficiam diretamente arte ou eventos culturais.

Neste último post sobre o assunto, foram observados os proponentes, tanto físicos como jurídicos, que conseguiram viabilizar projetos, ou parte deles, em 2021, dentro da faixa de R$ 49 mil a R$ 1.Essa faixa é relevante porque nela prevalecem os projetos pequenos e nela foi registrado o maior número de produtores que conseguiram viabilizar alguma verba: foram 291 ao todo. Eles também abocanharam 75% dos valores aplicados por patrocinadores.

Outra característica dessa faixa é a presença maciça de proponentes Pessoas Físicas, seguida por microempresários.

Mostramos que mesmo aqueles que só conseguiram verbas diminutas de apoio têm relevância para a sociedade e continuam ativos para receber patrocínio já que pediram prorrogação do prazo de captação.

E revelamos um curioso caso de proponente que só conseguiu captar valores de uma gigante multinacional da área de meios de pagamento, mas cujos depósitos não chegaram a um real.
Conteúdo restrito para os assinantes/construtores de Valor Cultural. Quer ser um deles? Assine Aqui.
Shopping cart close
Pular para o conteúdo